Nova York Dia 8: Guggenheim Museum e Neue Galerie

Mais um dia de visita aos incríveis museus de NY. No nosso 8° dia na cidade, em 08.03.2019, sexta-feira, pegamos a linha F do metrô na Queensbridge Station (21st Street) e saltamos na 63rd Street/Lexington Street, onde trocamos para a linha verde, sentido Uptown, e saltamos na 86th Street.

Chegamos ao Guggenheim Museum de Nova York!

Caminhamos alguns quarteirões e logo chegamos ao Guggenheim Museum de Nova York, cujo prédio “futurista” foi projetado pelo arquiteto Frank Lloyd-Wright em homenagem ao idealizador e fundador deste museu, Solomon Robert Guggenheim, empresário e colecionador de arte norte-americano que viveu entre os séculos XIX e XX.

DSCN6970
Guggenheim Museum de Nova York

Há unidades do museu também na Espanha, Guggenheim Bilbao, nos Emirados Árabes Unidos, Guggenheim Abu Dhabi e na Itália, Guggenheim Veneza (coleção Peggy Guggenheim, sobrinha de Solomon). O de nova York foi inaugurado em 1959, e abriga o melhor da arte moderna: Kandinsky, Picasso, Brancusi, Mondrian, Kupka, Modigliani, Chagall, Pissarro. A visita ao Guggenheim complementa a feita ao MOMA, para os que apreciam arte moderna.

O design do edifício é um deleite a parte: o visitante vai percorrendo as galerias que estão posicionadas em corredores em espiral. Sem perceber, vamos chegando até o topo do prédio, todo branco por dentro e por fora.

DSCN7004
Guggenheim Museum de Nova York – Vista superior

Exposição da artista sueca Hilma af Klint

No dia de nossa visita, além do acervo permanente, o Guggenheim abrigava uma exposição dos trabalhos da artista sueca Hilma af Klint, intitulada Paintings for the Future. Hilma é um expoente do abstracionismo e, para outros, sua pintura revela práticas ocultistas.

Pinturas para o Futuro

É que a artista acreditava que sua obra tinha inspiração no mundo espiritual, e deixou determinado em testamento que só fosse exibida ao público 20 anos após sua morte, entendendo que a sociedade da década de 40 não estava apta a interpretá-la.

Em 1966, os parentes de Hilma (ela não deixou descendentes) desencaixotaram as telas e instituíram uma Fundação para preservar o acervo, que ganhou fama mundial. Daí no nome da exposição: Pinturas para o Futuro.

Da lanchonete, é possível tomar um lanche com vista para o Jacqueline Kennedy Onassis Reservoir, imenso lago que pertence ao Central Park.

Parada para AlmoçoDean & Deluca

Saindo do Guggenheim, dobramos algumas esquinas e, na Madison Avenue, almoçamos na delicatessen Dean & Deluca, famosa pelas inúmeras opções de comidinhas prontas que ficam na vitrine e são aquecidas e servidas ao visitante. 

Neue Galerie – Nova York

A região ainda nos reservava uma inigualável atração: a Neue Galerie, que abriga nada mais nada menos que sete obras do pintor austríaco Gustav Klimt (que não é parente de Hilma Klint!), entre elas “O Retrato de Adele Bloch-Bauer“, a famosa “Dama Dourada”. 

Senta que lá vem história!!!

Durante a Segunda Guerra Mundial, cinco obras de Klimt foram retiradas pelo exército alemão da residência da família Bloch-Bauer, entre elas o retrato de Adele, moça da sociedade vienense que o artista retratou em 1907. A tela, que levou 4 anos para ser finalizada, foi recuperada por Maria Altmann, sobrinha de Adele, após batalha judicial com o governo austríaco. Em 2006, passou a integrar o acervo da Neue Galerie, museu em mansão totalmente dedicado à arte germânica. 

O filme “A Dama Dourada” retrata fielmente a querela por esse retrato

O retrato de Adele Bloch-Bauer tem importância artística porque, além de tudo, reflete o estilo desenvolvido por Klimt por influência de visitas à Itália, onde apreciou a arte das igrejas bizantinas, ricas em ouro e pedrarias. Klimt transpôs tal estilo para a pintura, tornando-se um ícone da modernidade.

“Além das magistrais telas de Klimt, o visitante da Neue Galerie tem a chance de conhecer um bom acervo de Egon Schiele e suas linhas fortes, Oskar Kokoschka, e esculturas e artes decorativas alemãs e austríacas do período compreendido entre 1890 e 1940.”

O palacete que sedia a Neue Galerie foi concebido pelo mesmo arquiteto que projetou a NYC Public Library. Foi habitado por Mrs. Cornelius Vanderbilt e pelo Instituto de Pesquisas Judaicas. Em 1994, o milionário Ronald S. Lauder, juntamente com o amigo Serge Sabarsky, o adquiriram e, por compartilhar o gosto pela produção artística germânica, instituíram a galeria. 

O retrato de Adele Bloch-Bauer – Réplica disponível para fotos

Madison Square – Sony Center, Flatiron Building, Eataly

Como fazia um pouco menos de frio nesse dia (cerca de -1), aproveitamos para pegar o metrô em direção ao Flatiron District, região que havíamos explorado debaixo de chuva em dia anterior. A data coincidia com 8 de maio, Dia Internacional da Mulher, e o Empire State, avistado de lá, trazia iluminação cor-de-rosa.

Na Madison Square, tentamos visitar o Sony Experience Center, que estava fechado para um evento privado.

DSCN7022
Flatiron Building
DSCN5950
Madison Square

Fim do dia em New York

Terminamos a noite batendo perna na região, comprando souvenieres na loja de um simpático mexicano e visitando a loja da Amazon da 34th Street. Jantamos um legítimo hambúrguer e descemos a Broadway até a Times Square.

DSCN5761
Times Square

DSCN5753
Times Square
DSCN7106
Times Square
DSCN7108
Teatros e Musicais da Broadway

Visitamos o Hard Rock Café New York e ficamos observando o fluxo gigantesco de turistas naquela região que mais parecia iluminada pela luz do dia com tantos letreiros. Voltamos caminhando até a 42nd Street, onde pegamos a linha F de volta ao hotel.

DSCN7055
Hard Rock Cafe

Agora é sua vez, comente!

FOTOS: Não deixe de conferir todas as fotos que tiramos nos 10 dias de Nova York, no nosso Flickr exclusivo EUA.

Texto de Letícia Carvalho, edição e publicação de Cristiano Morley

Crédito fotos: Cristiano Morley

Casal de mineiros de Belo Horizonte, que acredita que viajar é um jeito divertido de conhecer outras culturas, com muita fotografia, mapas riscados, planos feitos, além de vários contos e diários conquistados e compartilhados. Este post, como todos do blog, não é patrocinado e reflete exclusivamente a opinião pessoal dos autores.

E-mail: cidadesdeouturora@gmail.com 

Siga @cidadesdeoutrora

Instagram | Facebook | Twitter | Youtube | Flickr | Flickr EUA

:: Os comentários publicados são de responsabilidade integral de seus autores e não representam a opinião deste blog. Observando que não são permitidas mensagens com propagandas ou conteúdos ofensivos e desrespeitosos. ::

3 comentários sobre “Nova York Dia 8: Guggenheim Museum e Neue Galerie

Deixe um comentário!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s